Feeds:
Posts
Comentários

Vamos continuar o resumão sobre os diversos tipos de pele da classificação de Leslie Baumann.

Para quem chegou agora, pode se inteirar do assunto nos posts anteriores, clicando aqui e aqui.

Agora vamos falar das OR: oleosas e resistentes.

ORPW (oleosa, resistente, pigmentada e com tendência a rugas)

Este tipo de pele, apesar de oleosa, raramente sofre com acne, vermelhidão, rosácea ou outras erupções. Porém, muitas vezes apresenta manchas escuras, como melasmas e sardas, por ser pigmentada. A tendência a rugas pode ser devida aos maus hábitos de vida –  como exposição prolongada ao sol e tabagismo. Esta pele apresenta uma forte barreira protetora, representada pela secreção sebácea aumentada, e por isso suporta maiores concentrações de ingredientes ativos presentes nos cosmecêuticos.

Os produtos recomendados para este tipo de pele devem conter filtro solar, hidroxiácidos, retinóides, despigmentantes e antioxidantes.

ORPT (oleosa, resistente, pigmentada e firme)

Outro tipo que, mesmo oleosa, não apresenta lesões de acne, rosácea ou outras erupções. Mas sofre com manchas escuras, sardas e melasmas. Tanto a oleosidade quanto a pigmentação protegem essa pele das agressões, e por isso ela apresenta maior firmeza e pouca tendência a rugas – desde que, é claro, não haja abuso com relação aos hábitos de vida nocivos, principalmente excesso de exposição ao sol e tabagismo.

Já deu pra notar que sol e cigarro definitivamente não combinam com boa aparência da pele, certo? Um excelente motivo para parar de fumar JÁ!

Os produtos recomendados para este tipo de pele devem conter filtro solar (sempre!), hidroxiácidos, retinóides e despigmentantes.

ORNW (oleosa, resistente, não pigmentada e com tendência a rugas)

Também sem evidências de acne, rosácea e erupções, embora oleosa. Por apresentar pouca pigmentação, também está livre de sardas, melasmas e manchas. Esta carência de pigmentação deixa a pele mais susceptível à ação deletéria do ambiente; associada a maus hábitos de vida, isso se traduz em rugas. A barreira lipídica a torna resistente a concentrações maiores de princípios ativos nos cosmecêuticos.

Os produtos recomendados para este tipo de pele devem conter filtro solar, hidroxiácidos, retinóides e antioxidantes.

ORNT (oleosa, resistente, não pigmentada e firme)

Esta é a pele das deusas!

Por ser oleosa, tem menor tendência às rugas e, sendo resistente, raramente sofre com erupções de acne ou rosácea. Por apresentar pouca pigmentação, também está livre das sardas, melasmas e manchinhas em geral. Outra boa notícia para este tipo de pele é a resistência a quantidades maiores de ativos nos cremes de uso tópico. Ou seja, tudo de bom!

Os produtos recomendados para este tipo de pele são os que contém filtro solar e retinóides.

Aqui encerramos as peles OR – oleosas e resistentes. No próximo post iniciaremos o detalhamento das peles secas.

Até mais!

Anúncios

Vamos a um resumão dos 16 tipos de pele, com suas principais características e o básico sobre seus cuidados. Antes, uma explicação para se entender a nomenclatura dos tipos – eles são especificados pelas iniciais, em inglês, das 4 características principais avaliadas:

  1. Quanto à hidratação: O (oily, oleosa) ou D (dry, seca)
  2. Quanto à sensibilidade: S (sensible, sensível) ou R (resistant, resistente)
  3. Quanto à pigmentação: P (pigmented, pigmentada) ou N (non-pigmented, não pigmentada)
  4. Quanto ao grau de envelhecimento: W (wrinkled, enrugada) ou T (tight, firme)

OSPW (oleosa, sensível, pigmentada e com tendência a rugas)

É caracterizada tanto pela presença de acne e vermelhidão facial (rosácea), como também por erupções na pele e irritação freqüente. Estes problemas inflamatórios são muitas vezes seguidos por escurecimento da pele nas áreas das espinhas ou das lesões. Manchas escuras, como melasma, sardas, muitas vezes ocorrem. Este tipo tem uma tendência a rugas, devido aos hábitos de vida, que podem incluir a exposição ao sol ou cigarro.

Os produtos cosméticos recomendados devem conter filtro solar, retinóides, despigmentantes, antioxidantes e antiinflamatórios.

OSPT (oleosa, sensível, pigmentada e firme)

Como o tipo OSPW, este também apresenta lesões acnéicas e irritativas, bem como tendência a manchas escuras, melasmas e sardas. Porém, este tipo de pele tem uma menor tendência a rugas, devido ao aumento da pigmentação da pele – que pode protegê-la do envelhecimento –  e também por causa de bons hábitos de vida, como evitar a exposição solar e o tabagismo.

Os produtos cosméticos recomendados devem conter filtro solar, retinóides, despigmentantes e antiinflamatórios.

OSNW (oleosa, sensível, não pigmentada e com tendência a rugas) 

Mais um tipo que apresenta acne e vermelhidão facial (rosácea), erupções na pele e irritação freqüente. Porém, este tipo apresenta menos pigmentação e, como consequência, menos proteção e maior tendência à formação de rugas – principalmente se associado a hábitos de vida pouco saudáveis, como o tabagismo e a poluição.

Os produtos cosméticos recomendados devem conter filtro solar, retinóides, antioxidantes e antiinflamatórios.

OSNT (oleosa, sensível, não pigmentada e firme)

Outro tipo a apresentar acne, rosácea e irritações. Por ter menos pigmentação, não forma manchas decorrentes das lesões inflamatórias. E, provavelmente pelos bons hábitos cultivados, também está livre de rugas! A típica pele que vai melhorando com o passar dos anos! Obviamente, desde que se mantenham os hábitos saudáveis.

Os produtos cosméticos recomendados devem conter retinóides e antiinflamatórios. Mas nunca se esqueça do filtro solar, pois o câncer de pele não escolhe a vítima pelos tipos de pele, e sim pela exposição solar em demasia!

Bem, falamos dos tipos oleosa + sensível. Para não cansar a beleza – literalmente! – dos leitores, deixo para o próximo post os tipos oleosa + resistente.

Até mais!

Tipos de Pele

Não podemos falar sobre cosmiatria, cosmetologia, nutrologia, ou qualquer assunto que envolva a pele, sem antes falar sobre a importância de se conhecer os seus diferentes tipos. E vamos esquecer a classificação simplista que aprendemos há alguns anos – não, não existem apenas os tipos normal, oleosa, seca e mista!

Segundo a dermatologista americana Leslie Baumann, existem 16 tipos diferentes de pele. Para chegar a esta classificação, ela considerou quatro parâmetros importantes para avaliação da pele: hidratação (seca ou oleosa), sensibilidade (sensível ou resistente), pigmentação (pigmentada ou não pigmentação), e envelhecimento (enrugada ou  lisa/sem rugas). Para saber qual o tipo de pele, foi formulado um questionário bastante detalhado, com 64 perguntas. Leslie escreveu um livro com detalhes sobre o assunto, chamado de The Skin Type Solution. Existe também o site, onde você pode responder ao teste online e saber o seu tipo de pele (em inglês). Se você não é muito fã da língua inglesa, ou se deu uma preguicinha de responder às 64 questões, este site disponibiliza um teste baseado no sistema da Dra. Leslie, e que foi elaborado pela Dra. Érica Monteiro, aqui do Brasil.

Mas… o que fazer com toda esta informação? Bem, cada tipo de pele tem suas próprias características e por isso o tratamento dado a cada um deles deve ser específico. Aí reside o sucesso – ou o fracasso – de qualquer plano terapêutico.

No próximo post, um resumão sobre os 16 tipos de pele, suas principais características e os cuidados básicos com cada um deles.

Até mais!